VIBRAÇÕES


[[VIBRAÇÃO]]

O som do meu celular vibrando no criado-mudo me acordou do meu sono embriagado. Me sentei na cama e imediatamente senti uma dor latejante em meu crânio. Meu estômago começou a se agitar e eu embalava a minhas mãos na cabeça na esperança de que eu pudesse parar essa dor. Eu nunca soube que era possível estar bêbado e de ressaca ao mesmo tempo, mas enquanto eu estava sentado lá, tentava diminuir a dor massageando minhas têmporas. Meu corpo estava um lixo.


As memorias daquela noite estava como um borrão. Me lembro de uma partida de futebol com minha namorada Ruth. Nós estávamos dando uns amassos na arquibancada e bebendo vodka barata como se fosse água. Depois disso tudo ficou em branco. Eu podia me lembrar de flashes - apenas imagens aleatórias, nada mais. Me concentrar nos eventos da noite anterior não estava ajudando a melhorar a minha dor de cabeça e resolvi procurar algumas aspirinas para aliviar minha agonia.

[[VIBRAÇÃO]]

Meu celular tocou novamente. Eu podia sentir as vibrações no criado-mudo. O barulho cortou o silêncio do meu quarto e perfurou meus tímpanos me assustando trazendo-me de volta a mim mesmo. Peguei o telefone da mesa ao lado e cambaleei até a porta do quarto. Foi só então que eu percebi o quão escuro estava. Olhei para o relógio do Gato Felix que estava pendurado na parede e notei que era apenas 3h00. Não me admira que eu ainda me sentindo perdido, eu devo ter dormindo por apenas algumas horas.

Enquanto eu cambaleava descendo as escadas em direção da cozinha, onde minha família mantinha a Aspirina, mais imagens passou pela minha mente. Houve uma festa em uma casa depois do jogo. Meu amigo Dave estava lá. Ele deu carona para Ruth até a casa dela. Me lembrei esgueirando na minha casa pela janela de trás, invadi a geladeira e desmaiei na cama com meus sapatos, o que era estranho, porque eu tinha acordado com os pés descalços no meu pijama.

Eu me atrapalhei com a escuridão até chegar a cozinha. Eu não quero acender as luzes por medo de acordar minha mãe e ela me ver nesse estado. Eu ainda era pequeno anjo da minha mãe e ela me encontrar embriagado é a última coisa que eu precisava para curar a minha dor de cabeça.

[[VIBRAÇÃO]]

Eu tinha deixado meu telefone no chão de madeira e me arrependi disso. Com minha respiração ofegante eu me atirei no chão para pegá-lo. Mais memorias passaram pela minha mente. Eu estava deitado na cama e vi rosto de minha mãe olhando para mim, ela me colocou o pijama e deu um beijo em minha testa.

Mesmo que ela tendia a me mimar, algo nela estava errado, não sei se é por causa da minha cabeça mas ela parecia mais alta e ela nunca entrava em meu quarto sem avisar e não me dava beijo de boa noite desde os 11 anos. Eu coloquei minha mão sobre o piso de madeira para alcançar o celular, mas parei quando senti algo molhado e pegajoso no chão. Meu pensamento de imediato foi que talvez eu tinha derramado algo quando mexi na geladeira quando cheguei, mas quando olhei para o lado, eu percebi que mão era isso. Mesmo na escuridão, eu pude ver a cor carmesim do liquido misterioso quando passei minha mão. O cheiro acobreado fez meu estômago girar. Era sangue. Eu tinha certeza disso.

Eu não me importei com a dor de cabeça quando vi a trilha de sangue até a sala de estar. Segui o caminho sangrento, com medo do que iria encontrar no final. A TV estava ligada. Estava passando um comercial de aspirador de pó, mas não ouvia nada porque alguém tinha colocado no mudo. No final da trilha, em uma piscina de seus próprio fluidos vitais, estava minha mãe deitada sem vida no sofá. Ela estava completamente nua, exceto por seu chinelos, como se alguém tivesse retirado sua camisola. Seu corpo estava pálido, provavelmente devido a perda de sangue que ainda estava escorrendo para fora do tapete.

Considerando a náusea que eu estava sentindo, fiquei surpreso por não vomitar quando dei uma olhada mais perto dela. Uma incisão cuidadosa tinha sido feita ao longo da linha do cabelo de seu couro cabeludo, que percorreu pelo seu rosto e também pela nuca. Eu estava olhando apenas para uma cabeça que arrancaram toda a pele do rosto.

[[VIBRAÇÃO]]

As vibrações do telefone deu uma sacudida no meu braço. Eu olhei para a tela e notei que tinha cinco novas mensagens de texto. Quatro mensagens do celular de minha namorada e uma do celular de minha mãe:

Novas mensagens

[ Ruth 01:30 ]

Ei, eu já estou em casa ok? Até amanhã.

[ Ruth 02:55 ]

Você está acordado?

[ Ruth 02:57 ]

Estou com medo. Se você estiver acordado por favor responda!

[ Ruth 03:04 ]

Eu acho que o jeito que sua mãe me observa pela janela é estranho e eu estou realmente com medo agora!

[ Mãe 03:09 ]

Ola querido, estou na casa da Ruth.
Por que você não se junta a nós quando você receber essa mensagem?